segunda-feira, 5 de abril de 2010

BLOOD

BLOOD

O BLOOD formou-se em fevereiro de 2002, visando a expressar as emoções humanas através de sua música e, ao mesmo tempo, destruir pré-conceitos, fazendo seu som ser diferente, único.

Apesar das roupas elaboradas - as quais eles mesmos desenham -, e a maquiagem pesada, o BLOOD se considera uma banda gótica mais do que uma banda de Visual Kei, e relutam em classificar sua música num só gênero.

biografia

O BLOOD surgiu em fevereiro de 2002, com Kiwamu na guitarra, Kaede no baixo e DAI nos vocais, e não perdeu tempo para lançar sua primeira demo, morphine, menos de um mês depois.

Em abril de 2002, o BLOOD deu boas-vindas a seu segundo guitarrista, Taichi. Seu primeiro maxi-single, BLOODTYPE foi lançado por pré-venda na internet e foi disponibilizado em lojas apenas alguns dias depois. O primeiro show da banda aconteceu no Nishikujou BRAND NEW em Osaka mais tarde naquele ano. Além disso, o site oficial em inglês da banda foi inaugurado, e Takeshi juntou-se à banda como segundo vocalista.

O ano de 2003 começou com uma série de shows pelo Japão. DAI foi demitido do BLOOD pois não esta levando a sério sua função na banda, e por não contribuir com tempo ou dinheiro para que a banda fosse ouvida pelo Japão e no exterior. Takeshi tomou seu lugar como vocalista principal. Eles fizeram seu primeiro show nos EUA, no evento Gakufest Fanime 2003, em São Francisco, Califórnia, e outro no Anime Expo 2003, em Los Angeles. Isso criou uma forte e fiel base de fãs nos EUA.

Um ano bastante movimentado para o BLOOD, 2004 iniciou com outro show nos EUA, novamente num evento de anime, seguido pelo lançamento de seu primeiro mini-álbum, Blood. Eles fizeram seu primeiro show em Tokyo no Ikebukuro Cyber e, dias depois, Taichi e Takeshi deixaram a banda, e foram rapidamente substituídos por fu-ki. Em abril eles se apresentaram na Europa pela primeir vez, num show esgotado no Glaz'Art em Paris, França. Sua primeira turnê solo pela europa, [Vengeance for BLOOD], levou-os à Alemanha e à França, com uma extensão na Polônia.

Continuando suas atividades internacionais, o BLOOD fez seu primeiro show no México, no TNT9, Cidade do México, como parte da turnê [Vegeance for BLOOD 3]. Depois do lançamento de seu segundo mini-álbum, "VENGEANCE for BLOOD 2, eles mais uma vez viajaram à Europa e depois para o México, para outros 3 shows.

Vengeance for BLOOD 3, o último da trilogia, chegou às lojas em 2006, e o BLOOD concluiu sua extensa série de turnês [Vengeance for BLOOD] com a [Vengeance for BLOOD 9 ~The Last Tour~], que foi anunciada mais cedo naquele ano como sua turnê final antes de um hiatus. No entanto, isso foi apenas uma brincadeira, cortesia de Kiwamu.

Depois de dois anos longe, o BLOOD voltou aos EUA em 2006 para dois shows e mais duas apresentações na Cidade do México. Sua última série conceitual é a [LES FLEURS DU MAL], baseada na poesia do autor francês Charles Baudelaire. Kiwamu abriu a Cure Distribution, um website focado em músicos não-japoneses, com a finalidade de distribuir CDs de artistas estrangeiros em algumas lojas japonesas.

Entre shows na Europa, EUA e México, o BLOOD continua a se apresentar no Japão regularmente, assim como a participar em eventos patrocinados, que geralmente incluem bandas como Suicide Ali e The Candy Spooky Theater.

Em março de 2007 o BLOOD fez quatro shows nos Estados Unidos, como parte de sua turnê Darkest Labyrinth vol.1, além de lançar o álbum LES FLEURS DU MAL no dia 7 de julho. Mais tarde naquele verão, o BLOOD teve a oportunidade de emprestar uma de suas músicas para o filme "Rise: Blood Hunter", também conhecido simplesmente como "BLOOD" no Japão, estrelando Lucy Liu. D.T.M.H foi a música usada como tema do filme.

Em agosto a banda voltou para a Europa para mais uma turnê. Enquanto cinco apresentações haviam sido planejadas, uma delas foi cancelada devido a problemas com a organização.

Em setembro, o BLOOD estreou seu novo conceito, "Symphony of Chaos", com o lançamento de DEAT-HEARTED, um CD que levou a música da banda a uma direção mais gótica e industrial. No final do mês, Kiwamu anunciou que havia se unido à banda barroca electro-industrial GPKISM, juntamente com o vocalista GPK.

Naquele outono, o BLOOD fez mais uma viagem ao México, se apresentando no TNT14. Antes do fim do ano, eles anunciaram sua próxima turnê pelos Estados Unidos, com um anúncio subseqüente de que o DJ SiSeN iria com eles. A turnê, que começou no dia primeiro de fevereiro de 2008, os levou a quatro estados diferentes. Infelizmente, devido a problemas de saúde, Kaede não pôde acompanhá-los. Como convidado, eles levaram Ryo, que logo se tornou seu tecladista oficial.

Em maio, a banda lançou seu quinto álbum, THE REAPER BEHIND ME, que incluiu remixes de Calmando Qual, Virgins O.R. Pidgeons, GPK e outros. O BLOOD passou o início de junho na Austrália, junto com o GPKISM, na turnê Darkest Labyrinth vol.8. Isso marcou a primeira apresentação de uma banda japonesa na Austrália.

Enquanto Kiwamu, como guitarrista do GPKISM, fazia shows nos Estados Unidos e no México mais tarde naquele ano, as atividades do BLOOD fora do Japão foram mínimas até recentemente.

Em novembro de 2008 a banda anunciou que voltaria aos Estados Unidos e México para a turnê BLOOD Final Tour: La Fin De La Journée. GPK e DJ SiSeN seguiriam a banda em sua última turnê antes da separação. Antes dos sete shows, o BLOOD lançou o álbum Lost Sky, no dia 28 de janeiro.

Bem por tudo que pesquisei, a banda anuncio seu fim ano passado, em 2009 e Kiwamu continuou suas atividades com o GPKISM.


Membros



Vocal: Fu-ki

Guitarra & programação: Kiwamu

Baixo: Kaede

Teclado: Ryo



Site Oficial

MySpace

Fonte


Nenhum comentário: