quinta-feira, 25 de março de 2010

DIR EN GREY lança shows no Budokan como DVD

DIR EN GREY lança shows no Budokan como DVD

A banda de rock DIR EN GREY anunciou o lançamento de um novo DVD ao vivo, intitulado UROBOROS -with the proof in the name of living...- IN NIPPON BUDOKAN, para o dia 26 de maio.

UROBOROS –with the proof in the name of living...- foi o nome dado aos dois shows do DIR EN GREY realizados no grande Nippon Budokan, em Tóquio, nos dias 9 e 10 de novembro, ainda focando no último disco de trabalho do grupo, UROBOROS, de novembro de 2008.

Nenhum outro detalhe sobre o DVD, como tracklist e quantidade de discos, foi divulgado até agora. Adicionalmente, o grupo também revelou que o lançamento estará disponível à venda em diversos países europeus, como pode ser visto abaixo:

24/05: Reino Unido
26/05: França
28/05: Alemanha, Áustria, Suíça
02/06: Finlândia
04/06: Seychelles, Itália, Bélgica, Holanda, Luxemburgo, Polândia
14/06: Espanha, Portugal

Site Oficial: http://www.direngrey.co.jp/

Fonte: http://www.jame-world.com/br/



quarta-feira, 24 de março de 2010

Luzmelt - Discografia


Luzmelt
J-Rock Visual Kei Band


Membros:
Vocal: yuhma
Guitarra: kaie
Baixo: -nov-
Bateria (Suporte): U-YA
Ex-Membros:

Guitarra: asuka
Baixo: zig
Bateria: miu
Baixo (Suporte): Haren
Baixo (Suporte): 智希 (Tomoki)
Status: Ativos
Inicio: 2009



Guilty Garden (2010.10.20) [Maxi-Single]
01.Guilty Garden
02.Primary Fear
Download: [4S]


Lunartail (2010.07.14) [Live Distributed Single]
01.Lunartail
Download: [4S]

Starwave Records (2010.06.30) [V.A Omnibus]
07.Sink
Download: [4S]


Sacrifice (2010.05.26)
01. sacrifice
02. under the starlight
03. blind scope (DJ Manik remix)
Download: [4S]


Luz-destination - (24.03.2010)
1. Supernova
2. Grief Color Destination
3. LoopStream
4. Dazzle Closet
5. La Salida.
Download: [MF]



Swallowed Scenery (2010.02.24) [Mini-Album]
1.En la tierra
2.Isotope
3.Blind Scope
4.Jishoku
5.ReLight.
Download: [MF]




terça-feira, 23 de março de 2010

Synside Discografia

SYNSIDE

J-Metal Visual Kei Band

Membros

Vocal: Rayka
Guitarra: Lin

Guitarra: kikyo
Baixo: akino
Bateria: Yori

Status: Ativos

Inicio: 2009

Site Oficial

MySpace

Under the Core

Orkut

Biografia

Videografia


Synside Best Of (2011.03.31) [Blog]

01. IDEAL UNIVERSE

02. UNFAIR

03. 幻燈花 (gentouka)

04. VIRTUAL INSTINCT

05. SENCE GATE

06. CLOSED AWAY

07. IDEAL UNIVERSE (Live)

08. 流転色彩 (rutenshikisai)

09. UNDER THE RIOT

10. DISINTEGRATOR

11. BREATHE

12. PSYCHOLOGICAL PROCESSION

Download: [4S]



TRUTH (2011.03.02) [Maxi-Single]

1. PSYCHOLOGICAL PROCESSION

2. UNFAIR

3. DISINTEGRATOR

Download [MF]



Yakusoku sareta ando, sono daishou (2010.08.25) [Mini-Album]

1.VIRTUAL INSTINCT
2.CLOSED AWAY
3.
幻燈花 (gentouka)
4.
流転色彩 (rutenshikisai)
5.BREATHE

Download: [4S]



[THE CORE -subconsciousness-]. (2010.01.20)

01 UNDER THE RIOT
02. SENSE GATE
03. IDEAL UNIVERSE

Download: [MF]





sábado, 20 de março de 2010

Yutaka Ozaki

Yutaka Ozaki

Yutaka Ozaki era um músico bastante versátil, tendo criado músicas apropriadas para quase todos momentos da vida; desde situações românticas até épocas tristes ou dias em que temos vontade de nos rebelar. Essa diversidade e o fato que ele foi o primeiro a cantar sobre os problemas da juventude japonesa o tornaram uma lenda para toda a geração de jovens japoneses durante os anos 80. Ainda é possível notar que ele exerce uma forte influência no mundo da música, por causa dos diversos tributos feitos em sua homenagem até hoje.

biografia

Em outubro de 1982, o então com 17 anos Yutaka tentou conseguir um contrato com a famosa CBS Sony Studios em Tóquio. Uma canção simples, tendo como fundo musical apenas um violão, foi o suficiente pra convencer as pessoas do CBS. Eles perceberam que alguém muito talentoso estava na frente deles, alguém capaz de mudar a indústria musical japonesa. Com um contrato em seu bolso, Yutaka começou a compor ainda no outono – foi o começo de um trabalho extraordinário que estaria por vir.

Em 1983, ele já tinha escrito todas as músicas para seu álbum de estréia, assim como feito as composições. Ele também tocava todas as músicas sozinho. Seu álbum foi lançado em dezembro daquele ano e era difícil ignorar seu trabalho, em comparação com outros álbuns feitos por artitas com 17 anos. Havia algo de fantástico nele. Yutaka não se encaixava na imagem de "artista de muito sucesso" mas ao mesmo tempo temporariamente se encaixou no fenômeno de "novo artista revelação".

No álbum havia canções que falavam sobre rebeliões e a perda de liberdade da juventude japonesa, assim como letras que descreviam a moralidade da sociedade japonesa como uma doença. Em outra canção do seventeen's map, Yutaka atacou a sociedade pelo fato que meninas que haviam perdido suas ambições na vida agora estavam vendedo seus corpos. Um fato que ocorre no Japão até hoje e ainda é um tabu. Ao mesmo tempo, outras músicas do seu álbum são relembradas até hoje por causa de suas emoções e melancolia.

Em 1984, Yutaka começou a escrever as letras e as músicas para seu segundo álbum, já que era algo muito importante para ele. No meio do ano letivo ele abandonou a escola, apesar do fato que no final do ano ele teria que ter feito seus exames finais. Para completar, o músico realizou um dos seus primeiros shows no dia que ele estaria recebendo seu boletim escolar. Depois dessa rebelião contra o sistema escolar japonês, ele começou uma turnê ainda maior, que viajou por 6 grandes metrópoles japonesas, começando em Sapporo.

Num concerto numa loja de departamento, por confiar demais em si mesmo, ele caiu duma armação de 7 metros que servia de decoração, após tentar subir nela. Teria sido fatal para ele, mas Yutaka conseguiu se safar apenas com uma perna quebrada, mas teve que ficar em repouso o resto do ano por causa desse incidente.

Yutaka obteve muito sucesso no ano seguinte. Depois de lançar um single, seu segundo álbum saiu no dia 21 de março e foi direto para o topo dos mais vendidos e ficou lá por algumas semanas. A música e a letra novamente veio diretamente de suas mãos, e para as gravações ele foi capaz de contratar músicos formidáveis como Toshinobu Takimoto e Tatsuya Honda.

Apesar que seu segundo álbum foi muito mais romântico e melódico, ainda havia canções com letras de revolta. Ele ainda expressou seus sentimentos em relação a juventude repreendida pela sociedade e convidou outros jovens a se levantarem contra a sociedade.

No dia 6 de maio ele começou uma turnê que durou até o fim de agosto, que incluiu 37 apresentações e preencheu casas de shows com mais de 40.000 pessoas. Durante a turnê ele lançou um livro sobre suas diferentes atividades musicais. Poucos meses depois, Yutaka lançou um segundo livro e o single Driving all night, que seria incluido no seu terceiro álbum. Em outubro ele começou outra turnê, que contou apenas com 25 concertos, mas teve o mesmo sucesso de sua turnê anterior. Aproveitando a oportunidade, um álbum duplo ao vivo foi lançado.

No final de novembro seu terceiro álbum, Through The Broken Door foi lançado, com uma sonoridade muito mais madura que seus outros dois álbuns anteriores. O álbum também teve menos letras sobre revoltas, mas cobriu outros temas como racismo e miséria. E apesar de ter apresentado músicas tristes sobre noites solitárias ou o desespero de ser excluído da sociedde, Yutaka foi capaz de tornar tudo um pouco mais rock e construir diversas melodias ótimas. No Japão, por causa de seu talento, ele era bastante comparado à outro músico que conseguiu fama internacional: Bruce Springsteen.

Em 1986 Yutaka fez uma pausa e desapareceu, deixando sua gravadora e sua família sem saber do seu paradeiro. Ele se afastou completamente para fugir um pouco da fama e foi para Nova Iorque em "exílio". Ele provavelmente escolheu a cidade por causa do filme "Taxi Driver", que o fascinava, tendo feito até mesmo referências ao próprio em seu primeiro álbum. Esse exílio terminou com ele se drogando ainda mais e até mesmo se envolvendo em prostituição. Neste período sua gravadora lançou um video com clipes de seus três álbuns e outro livro.

Em 1987 ele voltou ao Japão, mas sua volta se tornou em mais uma série de relapsos já que a Sony decidiu acabar com seu contrato. Ele então se voltou para o selo MOTHER&CHILDREN, no qual ele começou a trabalhar de fevereiro em diante. Em julho Yutaka começou uma turnê que deveria durar até setembro, com mais de 30 shows, mas teve que se cancelada por causa de seu envolvimento com drogas. Logo após ele tentou se livrar das drogas e lançou mais um álbum ao vivo em outubro.

No final de dezembro, algums dias antes do natal, ele foi novamente preso por estar em posse de drogas e ter ultrapassado o limite de velocidade. Ele foi imediatamente para detrás das grades e passou seu natal e ano novo numa cela numa prisão de Tóquio. Ele foi sentenciado à 18 meses em prisão, mas após pagar fiança sua pena foi reduzida para dois meses. Depois que ele foi liberado no dia 22 de fevereiro de 1988, ele começou a trabalhar no seu quarto álbum e se casou pouco tempo depois, em 12 de maio.

Gairoju apareceu no primeiro dia de setembro, quase três anos após o álbum anterior. As expectativas dos fãs para esse novo álbum eram grandes e eles não ficaram decepcionados com seu conteúdo. Ele foi baseado nas suas experiências nos Estados Unidos e na prisão. O show que ele realizou no Tokyo Dome no dia 12 de setembro foi um dos mais cotados de toda sua carreira, também por causa de ter sido o primeiro após três anos. Yutaka colocou toda sua energia nessa apresentação e alcançou o mais profundo dos seus ouvintes com sua voz.

De 1989 até agosto de 1990 ele realizou mais uma pausa, concentrado em suas composições para seu quinto álbum. A Sony novamente ficou atenta no fenômeno "Ozaki" e lhe ofereceu outro contrato. O álbum duplo BIRTH foi lançado no dia 15 de novembro de 1990 e se tornou o renascimento de Ozaki na indústria musical japonesa.

O seu álbum mais maduro até então continha canções maravilhosas mas ainda mantinha seu apelo aos fãs. Músicas como Rossana se tornaram um sucesso, juntamente com outras antigas músicas da carreira. Tudo isso graças também aos seus fãs: a juventude do Japão. Nesse período ele se tornou um artista de muito sucesso e vendeu milhões de álbums.

No começo de 1991 Yutaka lançou mais um livro. O livro veio com um remake da música I love you, do seu primeiro álbum, que saiu como single e vendeu milhões de cópias. Esse single foi lançado muitas vezes entre 1995 até 2005. Em março de 1991 Yutaka começou com seu fã clube oficial, EDGE of STREET, que contou com mais de 200,000 membros e teve uma importância enorme nos anos seguintes. Em maio ele realizou uma turnê com mais de 60 concertos que durou até outubro, preenchendo estádios com capacidade para 70,000 como o de Yokohama. Mas o ano terminou de forma trágica quando sua mãe, que o ajudou durante todos esses anos, morreu no dia 29 de dezembro.

Depois dos sucessos dos meses anteriores, 1992 começou bem para Ozaki: no fim de fevereiro ele lançou um sumário de todos seus trabalhos musicais e no dia 30 de março um video da sua turnê de 1991.

Um mês mais tarde, no dia 25 de abril, Yutaka morreu de edema pulmonar, causado diretamente por causa de seu consumo de álcool e drogas. Através de sua morte prematura ele se tornou uma lenda, por causa das rebeliões e romantismo simultâneo em suas canções. Ele se tornou um ídolo e mito para a juventude japonesa.

Cinco dias após sua morte, apesar da sua chuva, mais de 55,000 fãs apareceram para dar sua última benção à ele no templo Bunkyo KU. Alguns fãs ficaram tão abatidos com sua morte que se suicidaram, para ficar junto de seu ídolo. Seu pai ordenou uma investigação completa da sua morte e foi apoiado por um abaixo assinado, no qual mais de 300,000 fãs assinaram.

Alguns dias mais tarde seu sexto álbum foi lançado. Além de vários remakes de clássicos, havia também 7 músicas novas. Com canções como two hearts e last christmas, Yutaka disse adeus aos seus fãs assim como para sua mãe, com a música Mama, Say good-bye.

Com sua música ele inspirou a geração seguinte de artistas de jpop e jrock. Sua influência é reconhecida em diversas bandas e cantores. Graças ao seu fã clube foram lançadas diversas compilações, remakes e videos de seu trabalho. Graças a eles também, 24 artitas diferentes se juntaram para realizar um tributo ao artitsta com BLUE / GREEN – A Tribute to Yutaka Ozaki, que foi lançado em março de 2004. Músicos famosos como Megumi Takeuchi, 175R, Mr. Children, Cocco e Utada Hikaru participaram desse álbum. Além disso, esses artistas se juntaram no dia 22 de abril de 2004 e fizeram um show em sua homenagem, que foi lançado em video em agosto.

Em 2005, mais lançamentos e videos adaptados para DVD foram lançados, muito aguardado pelos fãs.



Site Oficial

Fonte


Black:List

Black:List

Apesar do Black:List ser uma banda nova, formada em 2007, seus integrantes não são nada amadores. Uma banda com um visual sombrio, sua música combina muita violência e poder com extrema precisão e, em meio ao seu potente som de heavy metal, melodias amarguradas aparecem.

Tendo anunciado um novo vocalista no início de 2008, este quarteto mais do que promissor tem dominado a cena com seu som pesado e severo. Eles são a nova geração do visual kei, uma banda extrema que começa a se tornar conhecida.

biografia

Formada pelo guitarrista TOMOZO (ex-SULFURIC ACID) em Janeiro de 2007, o Black:List fez seu primeiro show em Março. A banda enfrentou dificuldades no início, já que o baixista HISAKI e o vocalista RYO deixaram o grupo em Setembro, e fez a banda pausar suas atividades. Entretanto, eles voltaram rapidamente, ao lado de seu novo vocalista KYOTARO (ex-√eight) em Janeiro de 2008, e com ele veio um novo som e atitude.

Seguindo uma agenda rigorosa de shows durante o começo do ano, seu primeiro single MELANCHOLY foi lançado em Maio, e foi tão bem recebido que logo uma segunda prensagem foi lançada. Para promover o single, começando em Julho e terminando em Setembro, o Black:List se concentrará em uma turnê nacional chamada RIOT '08 1st IMPACT.Eles também confirmaram uma turnê pela Europa em Outubro, antes de seu segundo aniversário.


O Black:List anunciou, em seu show do dia 3 de dezembro no Takadanobaba AREA, que eles vão encerrar suas atividades no começo do próximo ano. Nenhuma razão foi divulgada até então, mas seu último show será no dia 8 de janeiro no SHIBUYA BOXX, em um evento produzido pela própria banda, junto de outras como DEATHGAZE e a banda de abertura since1889.


Black:List foi uma ótima banda com seu som pesado de heavy metal, mais infelizmente acabaram, para a tristeza de seus fãs.



Membros


KYOTARO (Vocal)



AIKA (Guitarra)



TOMOZO (Guitarra)



REI (Bateria)


Jin (Baixo) [membro suporte]


Ex-Membros

RYO (Vocal) [2007 / 2007 - Saiu]

HISAKI (Baixo) [2007 / 2007 - Saiu]


MySpace

Fonte